Autoplay

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Espécie de réptil associada ao Monstro do Lago Ness dava à luz como baleias e golfinhos

Plesiossauros são associados ao Montro do Lago Ness. (Ilustração: SAbramowicz/Dinosaur-Institut …
Uma dupla de palentólogos estudou um fóssil de uma fêmea de plesiossauro grávida com 80 milhões de anos. A espécie - um  réptil marinho da Era dos Dinossauros - é associada ao Monstro do Lago Ness, na Escócia. A pesquisa foi publicado na revista especializada “Science”.


O material foi encontrado em 1987, no Estado americano do Kansas, mas só foi estudado agora pelos pesquisadores. Até então, o método reprodutivo adotado pelo animal era incerto. Sabia-se, apenas, que os mares da época em que a espécie viveu eram cheios de répteis que não botavam ovos e tinham seus filhotes na água.

Luis Chiappe, do Museu de História Natural de Los Angeles, e Frank O'Keefe, da Universidade Marshall (EUA), determinaram que o bicho estava mais para uma baleia do que para um lagarto na hora de dar à luz.

O exemplar de Polycotylus latippinus teria medido cinco metros quando vivo e estava misturado a ossos menores e mais delicados, posicionados por dentro do esqueleto maior. Segundo os palenontólogos, o bebê era grandalhão. Ele e a mãe morreram antes do fim da gestação, mas o feto teria alcançado entre 35% e 50% do comprimento do animal maior caso tivesse nascido. A proporção não é normal entre répteis, nem mesmo os da Era dos Dinossauros. Mas, tem a ver com bichos como orcas e outros mamíferos de grande porte.

Aposta-se que a vida dos plesiossauros era parecido com o de baleias, golfinhos e “e outros mamíferos marinhos altamente sociais”, bem diferente da reputação de Nessie (o monstro da Escócia).

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.