Autoplay

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Cão se originou ao sul do rio Yangtzé
Edição Impressa 190 - Dezembro 2011

As origens do cachorro parecem ser mesmo a região da China meridional. Uma análise das sequências genéticas presentes no cromossomo Y, trecho de DNA herdado apenas da linhagem paterna, obtidas de uma amostra de 151 cães de todas as partes do mundo, indica que esse animal deve ter surgido a partir do processo de domesticação do lobo ocorrida na região asiática ao sul do rio Yangtzé, às vezes também chamado de rio Azul. Segundo o estudo, feito por pesquisadores chineses, europeus e americanos, praticamente toda a diversidade genética encontrada nos cachorros seria derivada de uma população ancestral de 13 a 24 lobos que foram domesticados nessa região asiática (Heredity, 23 de novembro).


A contribuição de eventuais cruzamentos entre lobos e cachorros que possam ter ocorrido em outras partes do globo foi mínima para a diversidade genética dos cães. Os resultados são similares aos dados produzidos por trabalhos semelhantes que analisaram o DNA mitocondrial, material genético originário da linhagem materna, dos cachorros. Ambas as abordagens indicam que cerca de 50% de toda a diversidade genética dos cachorros é partilhada por animais encontrados em qualquer parte do planeta. No entanto, os cachorros ao sul do rio Yangtzé são os únicos que concentram todas as linhagens de DNA da espécie, dado que corrobora a hipótese defendida no novo trabalho. A evidência arqueológica e alguns estudos genéticos apontam a Europa ou o sudoeste da Ásia como o berço do cão, mas esses trabalhos nem sempre levam em conta dados da região ao sul do Yangtzé, o que pode ter enviesado suas conclusões. 

Fonte: http://revistapesquisa.fapesp.br/?art=71818&bd=2&pg=1&lg=

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.