Autoplay

sábado, 3 de março de 2012

Posted: 01 Mar 2012 08:58 AM PST
As pulgas estão extremamente bem preservadas em cinza vulcânica
© D. Huang et al./Nature
No período Jurássico, até as pulgas eram bestas, comparadas do seus minúsculos descendentes atuais. Estes parasitas incômodos chegavam a medir cerca de 2 centímetros! Novos fósseis encontrados na China são evidência das pulgas mais antigas, com idade aproximada de 125 a 165 milhões de anos, disse Diying Huang, do Instituto de Paleontologia e Geologia de Nanjing. Confira mais sobre essas super pulgas no resto desse artigo.

As pulgas jurássicas tinham probóscides desproporcionalmente longos, que nada mais são do que uma boca em forma de canudo, com bordas serrilhadas para ajudar a penetrar na pele de animais grandes dos quais sugavam sangue. A pesquisa foi publicada na última quarta-feira na revista Nature.
© D. Huang et al./Nature

Cientistas dizem que poderíamos colocar 8 pulgas normais de hoje amontoadas na traseira da pulga gigante de tão grande que esta era. "Era uma besta", disse o co-autor do estudo Michael Engel, curador do setor de entomologia no Museu de História Natural da Universidade do Kansas. "Era uma criatura grande. Eu nem consigo imaginar chegar em casa e encontrar meu cachorro com um ou mais desses bichos rastejando sobre sua pele."
As pulgas fêmeas do Jurássico eram duas vezes maiores que os machos, dizem os pesquisadores, o que acontece também com as pulgas modernas. Mas Engel diz que não é só o tamanho que impressiona nessas nove pulgas fósseis encontradas. O que assusta mesmo é seu probóscide grande capaz de perfurar a pele de animais, provavelmente dinossauros emplumados. Essa boca modificada com serras era praticamente uma arma, equipamento para perfurar quase qualquer coisa viva.

A única desvantagem que as pulgas antigas levavam em comparação com as modernas é que suas pernas não eram tão desenvolvidas e assim só conseguiam rastejar, mas não pular como as pulgas atuais disse Huang. Encontrar essas pulgas foi pura sorte, disse Huang. Ele primeiro encontrou uma em um mercado de fósseis Chinês e mencionou para alguém no seu hotel. O outro colega mostrou a ele uma foto de uma pulga fóssil, contando que era de Daohugou, nordeste da China, onde há uma famosa formação rochosa com muitos fósseis, datados de 165 milhões de anos. Huang foi até lá e encontrou pulgas preservadas em uma fina camada marrom de cinzas vulcânicas. A rocha é tão fina que preservou os mínimos detalhes dos parasitas, permitindo visualizar detalhes pequeninos como antenas.As pulgas modernas ficam inchadas após comer o sangue de suas presas, mas estas pulgas gigantes não parecem ter feito o mesmo, disse Engel. Não deveria ser uma surpresa encontrarmos pulgas gigantes com mais de 100 milhões de anos. Se você mais fundo na história, veremos que ancestrais das libélulas chegavam a medir praticamente 1 metro de envergadura, disse Engel.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.