Autoplay

sábado, 19 de maio de 2012

Mamífero extinto espanhol é parente do atual Panda Gigante
Posted: 18 May 2012 04:43 PM PDT
Agriarctos beatrix
© José Antonio Peñas/(SINC)

Restos fósseis de uma espécie de panda pré-histórico foi encontrada na Espanha e um estudo recente revelou que o bicho tem parentesco com o atual Panda Gigante, que está ameaçado de extinção e vive nas florestas chinesas, onde se alimenta principalmente de bambu. O animal pré-histórico teve seus restos analizados por uma equipe de pesquisadores espanhóis, que incluiu especialistas do Museu Nacional de Ciências Naturais (MNCN-CSIC). Mais detalhes você confere no resto do artigo.


O animal, batizado de Agriarctos beatrix foi um pequeno onívoro plantígrado (que anda apoiada nas palmas) aparentado geneticamente ao Panta Gigante. Os fósseis da espécie foram descobertos no sítio de Nombrevilla 2, na província de Zaragoza. Pesquisadores do MNCN-CSIC e da Universidade de Valência sugerem que a criatura viveu durante o Mioceno, há cerca de 11 milhões de anos. Devia havitar florestas húmidas que existiam na região naquele tempo e era capaz até de subir em árvores para escapar de predadores.
 Quando o animal foi anunciado à mídia, os cientistas afirmaram que até seja possível que os ursos da família do panda tenham se originado na Europa e não na Ásia.
"Esse tipo de urso era pequeno, até menor que o atual Urso Malaio, que é a menor espécie ainda existente. O "panda" pré-histórico não deve ter excedido os 60 quilos de peso" disse Juan Abella, um pesquisador do departamento de paleobiologia do MNCN-CSIC e autor principal do estudo, publicado no Journal Geological Survey. 
 
Entretanto é difícil saber sua aparência externa porque os fósseis consistem apenas de dentes e os cientistas dizem que o animal poderia ter uma pelagem preta com partes brancas principalmente no peito, em torno dos olhos e possivelmente perto da cauda. "Esse padrão é considerado primitivo em ursos tem manchas tão grandes que dá a impressão de que o animal é branco com manchas negras e não o oposto," diz Abella.

Outra afirmação apressada e especulativa é definir o ponto de origem dos pandas como sendo localizado no sul da Europa, sem evidências mais concretas de que isso é mesmo verdade.

Até mesmo o paleontólogo Blaine Schubert, da East Tennessee State University que também estuda ursos extintos concorda que tal afirmação parece mesmo especulação.
Schubert inclusive disse que "o estudo não diz que há evidência de que a família dos pandas se originou na Europa. É interessante lembrar que Schubert não fez parte da equipe que escreveu o estudo sobre o "panda espanhol".
Além disso, o paleontólogo norte americano  diz que "mesmo se esse novo fóssil seja um parente dos pandas modernos, não significa que os pandas se originaram no lugar onde foi encontrado. Eu (Schubert) não sugeriria isso baseado nessa evidência e não afirmaria nada do tipo sem bastante evidências".

Leia mais no Blgo do Ikessauro - http://www.ikessauro.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.