Autoplay

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Vida pré-cambriana na China

REDAÇÃO | Edição 195 - Maio de 2012
© SHUHAI XIAO/NSF
Embriões bem conservados, com 600 milhões de anos

Shuhai Xiao e sua equipe do Instituto Politécnico e Universidade Estadual de Virgínia (Virginia Tech), Estados Unidos, estão encontrando no sul da China evidências de que animais semelhantes a corais podem ter vivido no chamado período Ediacarano, que começou há 635 milhões de anos e terminou há 542 milhões de anos, quando se iniciou o período Cambriano.

Os microfósseis de embriões bastante preservados, como os da foto ao lado, podem ter de 635 milhões a 551 milhões de anos de idade – importantes por serem um registro anterior à explosão de formas de vida ocorrida no Cambriano, possivelmente em consequência de níveis mais altos de oxigênio no planeta. Em um de seus estudos mais recentes, Xiao argumenta que o surgimento de colônias com milhares de microfósseis deve estar associado a variações locais de oxigenação em lagunas na China (Precambriam Research, janeiro).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.