Autoplay

sábado, 7 de julho de 2012

Instituto Ciência Hoje

Formiguinha Z. E A, B e C… 
As formigas já tem seu próprio Facebook. Trata-se do AntWeb, projeto desenvolvido por pesquisadores dos Estados Unidos, que pretende catalogar em um acervo on-line todas as espécies de formiga do mundo.  
A proposta é audaciosa: pretende reunir não apenas informações sobre a biologia e a localização geográfica de cada espécie, mas também disponibilizar imagens em alta resolução de todos os seus detalhes anatômicos, além de diferenciações de castas e sexos. Um desafio e tanto, considerando que trata-se de um dos grupos mais numerosos de animais do planeta, espalhado desde o interior de nossas casas aos confins das florestas tropicais.
Além da Dolichoderus plagiatus, essa coisinha fofa que abre o post, natural do Canadá, já são por volta de 80 mil imagens cadastradas, de cerca de 10 mil espécies. 
Confira alguns dos registros mais interessantes do AntWeb:

Adetomyrma aureocuprea, da Malásia.

Acanthognathus rudis, do Brasil.

Acanthomyrmex concavus, da Malásia.

Acromyrmex coronatus, do Paraguai, na fronteira com o Brasil.

Dorylus kohli, de várias localidades da África.

Crematogaster brasiliensis, das Américas do Sul e Central. 

Cephalotes grandinosus, das Américas do Sul e Central.
A ideia é produzir ao menos 10 mil novas fotografias por ano. Segundo os idealizadores do projeto, hoje existem cerca de 15 mil espécies formalmente descritas de formigas - que acredita-se representarem apenas metade da biodiversidade total do grupo. 
E aí, que tal tentar identificar aquelas formigas chatas que sempre aparecem na cozinha ou as que vivem atrapalhando o seu belo piquenique? Acesse já a rede das formigas.
Confira uma matéria completa sobre a iniciativa no site da BBC, em inglês, e confira uma galeria de fotos do site britânico, com mais imagens fantásticas. Se gostou das formigas, confira um post sobre um estranho fungo que as transforma em zumbis e outro com artista que usa os animais como personagens de suas formidáveis fotografias. 
Leia mais novidades sobre biodiversidade no site da Ciência Hoje On-line. 
Formiguinha Z. E A, B e C… 

As formigas já tem seu próprio Facebook. Trata-se do AntWeb, projeto desenvolvido por pesquisadores dos Estados Unidos, que pretende catalogar em um acervo on-line todas as espécies de formiga do mundo.
A proposta é audaciosa: pretende reunir não apenas informações sobre a biologia e a localização geográfica de cada espécie, mas também disponibilizar imagens em alta resolução de todos os seus detalhes anatômicos, além de diferenciações de castas e sexos. Um desafio e tanto, considerando que trata-se de um dos grupos mais numerosos de animais do planeta, espalhado desde o interior de nossas casas aos confins das florestas tropicais.

Além da Dolichoderus plagiatus, essa coisinha fofa que abre o post, natural do Canadá, já são por volta de 80 mil imagens cadastradas, de cerca de 10 mil espécies.
Confira alguns dos registros mais interessantes do AntWeb:

Adetomyrma aureocuprea, da Malásia.

Acanthognathus rudis, do Brasil.

Acanthomyrmex concavus, da Malásia.

Acromyrmex coronatus, do Paraguai, na fronteira com o Brasil.

Dorylus kohli, de várias localidades da África.

Crematogaster brasiliensis, das Américas do Sul e Central.

Cephalotes grandinosus, das Américas do Sul e Central.

A ideia é produzir ao menos 10 mil novas fotografias por ano. Segundo os idealizadores do projeto, hoje existem cerca de 15 mil espécies formalmente descritas de formigas - que acredita-se representarem apenas metade da biodiversidade total do grupo.
E aí, que tal tentar identificar aquelas formigas chatas que sempre aparecem na cozinha ou as que vivem atrapalhando o seu belo piquenique? Acesse já a rede das formigas.
Confira uma matéria completa sobre a iniciativa no site da BBC, em inglês, e confira uma galeria de fotos do site britânico, com mais imagens fantásticas. Se gostou das formigas, confira um post sobre um estranho fungo que as transforma em zumbis e outro com artista que usa os animais como personagens de suas formidáveis fotografias.
Leia mais novidades sobre biodiversidade no site da Ciência Hoje On-line.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.