Autoplay

quarta-feira, 10 de outubro de 2012



Um grupo de pesquisadores do Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo (Cebimar-USP) descreveu nove espécies novas de briozoários, invertebrados coloniais que frequentemente vivem presos ao substrato. Elas pertencem ao gênero Bugula e são encontradas no litoral do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Alagoas. O estudo, publicado em agosto na revista PLoS One, apresenta uma revisão taxonômica do gênero. Algumas dessas espécies eram consideradas invasoras, identificadas como as mesmas espécies descritas no Atlântico Norte.

Bugula são briozoários coloniais, aquáticos e marinhos encontrados em mares do mundo inteiro sobre rochas, algas e estruturas artificiais como embarcações, marinas e pilares de pontes e portos. Cada colônia é formada por vários indivíduos com função específica: os autozooides são responsáveis pela alimentação e os aviculários podem defender a colônia de predadores ao abrir e fechar a estrutura que parece um bico. Eles também podem detectar pequenas partículas, as condições e a qualidade da água. Geralmente, cada colônia tem entre 1 e 5 centímetros, mas algumas podem atingir mais de 20 centímetros. O gênero é comum em águas rasas. Poucas espécies foram relatadas em profundidades maiores do que 500 metros.
Conheça esses animais nas fotos acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.