Autoplay

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

O que é um mineral?

Segundo o geólogo especialista Sebastião O. Menezes em seu livro Minerais comuns e de importância econômica: um manual fácil, uma substância mineral é um sólido que ocorre naturalmente, formado por meio de processos geológicos. Uma espécie mineral é uma substância mineral com composição química e propriedades físicas bem definidas, que recebe um nome mineralógico único. Dessa forma, uma espécie mineral – ou seja, um mineral – pode ser definida com base em sua composição química e suas propriedades cristalográficas.

Podemos dizer, então, que um mineral é um corpo sólido, constituído por um elemento ou composto químico, de ocorrência natural e formado como um produto de processos inorgânicos.
A água (gelo, no estado sólido) e o mercúrio são dois minerais encontrados no estado líquido em condições normais de temperatura e pressão. As substâncias formadas por intervenção humana (substâncias antropogênicas) não são consideradas minerais, e as substâncias produzidas por processos biológicos (substâncias biogênicas) podem ou não ser consideradas minerais.
Mineral ou vegetal
Mineral ou vegetal? Piromorfita Fonte: foto por Marc Soller. Flicker.

Somente algumas substâncias biogênicas que existem como minerais formados por processos geológicos são consideradas minerais válidos, como a aragonita e a calcita da concha de moluscos, a hidroxilapatita em dentes etc. Em geral, as diferentes espécies minerais apresentam-se sob a forma de poliedros limitados por faces planas, conhecidos pelo nome de cristais.
minerals
Minerais. Fonte: Halpern Mineral Collection, San Francisco. Flicker.

Os corpos que os constituem estão no estado cristalino da matéria, caracterizado por uma estrutura regular e periódica, expressa pela homogeneidade, isto é, pelo comportamento físico e químico idêntico de partes isorientadas, e pela anisotropia, ou seja, pela dependência que certas propriedades têm com relação à direção cristalográfica.

Todas as substâncias que possuem uma estrutura atômica ordenada e regular são chamadas de substâncias cristalinas. Por oposição ao estado cristalino, define -se um estado amorfo (não cristalino), que é aquele apresentado pelas substâncias sem estrutura interna ordenada.
Tudo a ver
capa_minerais comuns 

Para entender mais sobre os fundamentos básicos da mineração, adquira o livro de Sebastião Menezes, Minerais comuns e de importância econômica: um manual fácil. Autor de mais de 50 trabalhos na área da Geociências, apresenta nesta obra um manual conciso que aborda, numa linguagem clara e acessível, os fundamentos básicos da Mineralogia e da Cristalografia.

Dividido em três partes, o livro apresenta primeiramente os principais conceitos envolvidos no estudo dos minerais, como composição química e propriedades físicas; formação e estrutura de materiais cristalinos; e classificação química dos minerais.

A segunda parte trata da utilização de minerais como recursos naturais e comenta sobre as reservas e a produção desses recursos no Brasil. Já a terceira parte da obra, super útil e prática, é uma chave para o reconhecimento de minerais comuns a partir de suas propriedades físicas e auxilia o leitor a responder à questão: “Que mineral é este?”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.