Autoplay

sexta-feira, 13 de março de 2015

Importância da Limnologia como ciência

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO estudo limnológico é basicamente, como em outras ciências, uma procura de princípios. Esses princípios que atuam em certos processos e mecanismos de funcionamento podem ser utilizados em predições e para comparações. Particularmente, o aspecto comparativo da Limnologia deve ser salientado. Por exemplo, quando se compara a hidrodinâmica de rios, lagos e represas, imediatamente se compreendem certos aspectos básicos de funcionamento que interferem significativamente no ciclo de vida, na distribuição e na biomassa de organismos aquáticos.

O fato de possibilitar predições e prognósticos também qualifica a Limnologia como uma ciência, importante do ponto de vista aplicado. Nos últimos anos tem sido cada vez maior a degradação dos ecossistemas de águas interiores, com base em despejos de vários tipos de resíduos, por efeitos do desmatamento da bacia hidrográfica e por poluição do ar e posterior chuva ácida. Portanto, a contenção desses processos de deterioração e a correção e prevenção das alterações nas águas interiores só podem ser feitas se uma sólida base de conhecimentos científicos existir.

Por outro lado, a interferência humana na vida aquática (superexploração de plantas e animais aquáticos, introdução de espécies exóticas) tem produzido imensas alterações na estrutura dos ecossistemas aquáticos.
Além dos problemas de poluição, eutrofização e deterioração que as águas interiores vêm sofrendo, deve-se ainda levar em conta que o manejo adequado desses ecossistemas é também importante para um melhor aproveitamento dos recursos existentes em lagos, rios e represas.
Portanto, além do interesse científico e do aprofundamento dos conhecimentos básicos, a Limnologia pode proporcionar aplicações importantes.

Deve-se ainda considerar um aspecto importante de interface entre a Limnologia fundamental e a aplicação, que é o estudo da evolução de lagos e represas. Esses sistemas evoluíram sob diversos tipos de pressão e a progressiva introdução de filtros ecológicos, os quais resultaram em mecanismos bem característicos e na comunidade resultante. Esse estudo, que engloba aspectos geomorfológicos, hidrodinâmicos, composição do sedimento e relação material alóctone/material autóctone, além da composição e do estudo da comunidade, é fundamental para a compreensão de efeitos das atividades humanas nos sistemas de águas continentais.

 Assim, a comparação entre lagos de diferentes origens e represas pode proporcionar muitas informações científicas necessárias ao conhecimento do ecossistema e, além disso, possibilita diagnósticos importantes, como um processo integrado da bacia hidrográfica, que estende o conceito de Limnologia para uma visão mais global, que não considera somente o meio líquido em que vivem os organismos, mas o complexo sistema de interações que se desenvolve no sistema terrestre que circunda o lago, ou o ecossistema aquático continental.

 A figura a seguir é uma concepção original do diagrama de Rawson (1939), no qual essas interações são destacadas e onde os objetos fundamentais da Limnologia são sintetizados. Essa figura estabelece alguns marcos importantes no conhecimento de sistemas aquáticos continentais.
limnologia figura
Marcos importantes no conhecimento de sistemas aquáticos continentais. Fonte: modificada de Rawson (1939). Retirado do livro “Limnologia”, Ed. Oficina de Textos.

O progresso mais importante da Limnologia como ciência nos últimos dez anos foi a compreensão mais avançada da ecologia dinâmica dos sistemas aquáticos e sua aplicação para a resolução de problemas aplicados de proteção, conservação e recuperação de lagos.

Um aspecto também importante do trabalho limnológico é a possibilidade de prognosticar tendências e características de lagos e represas ao longo do tempo, principalmente com relação ao controle de processos como a eutrofização e o estoque de peixes. O prognóstico é feito geralmente com algumas variáveis e modelos relativamente simples, os quais baseiam-se em extensas coletas de dados. A utilização dessas técnicas permite uso extensivo da Limnologia no planejamento e na resolução de problemas aplicados.
Tudo a ver       
capa limnologiaEsta matéria foi retirado do livro Limnologia de José Galizia Tundisi e Takano Matsmura Tundisi. A obra sintetiza o conhecimento científico acumulado sobre a história da Limnologia; a água como substrato; a origem dos lagos; a biota aquática e seus principais mecanismos de interações com fatores físicos e químicos; a diversidade e a distribuição geográfica.
Os autores analisam e detalham os mecanismos de funcionamento dos principais sistemas aquáticos continentais, sua dinâmica, variabilidade e caracterização: lagos, represas, áreas alagadas, lagos salinos, estuários e lagoas costeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.