Autoplay

domingo, 8 de março de 2015

Livro atualiza nomes em português de compostos químicos inorgânicos

06 de março de 2015

Diego Freire
Agência FAPESP – A nomenclatura dos compostos químicos inorgânicos passou por uma nova adaptação para o português 30 anos após sua última atualização no Brasil.

O livro Nomenclatura Básica de Química Inorgânica, escrito por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e publicado pela editora Blucher, apresenta os nomes atualizados e traduzidos dos principais compostos inorgânicos definidos pela International Union of Pure and Applied Chemistry (Iupac).
De acordo com os autores, responsáveis também pela atualização anterior da nomenclatura em português, publicada em 1984, o objetivo é auxiliar pesquisadores e estudantes a se expressarem na literatura científica química nacional adequadamente, seguindo as denominações oficiais.

“Há 30 anos os pesquisadores brasileiros usam uma nomenclatura que não é atualizada e isso impacta na publicação científica da área. O livro preenche uma lacuna crítica, pois muitos textos científicos na área química publicados em língua portuguesa podem estar com nomes e denominações ultrapassadas”, disse Henrique Eisi Toma, professor no Instituto de Química (IQ) da USP, um dos autores da obra.
Os outros autores são os professores Ana Maria da Costa Ferreira (IQ-USP), Ana Maria Galindo Massabni (Unesp) e Antonio Carlos Massabni (Unesp). Segundo Toma, que coordena no IQ o Projeto Temático Química supramolecular e nanotecnologia, realizado com apoio da FAPESP, a atualização mais recente da nomenclatura em inglês, pela Iupac, ocorreu em 2005.

“O livro em português leva em conta essa atualização e os esforços da Iupac de uniformizar a linguagem química, adotando terminologias comuns de acordo com as composições”, disse à Agência FAPESP .
O trabalho de atualização da nomenclatura levou quase uma década para ser concluído e foi desenvolvido em torno das pesquisas realizadas pelos institutos de Química da USP, na capital paulista, e da Unesp, no campus de Araraquara.

“Clãs” químicos

Os compostos inorgânicos são agrupados em famílias de acordo com suas estruturas, formadas por determinados grupos de átomos responsáveis pelos seus comportamentos químicos. O nome do composto é adotado com base na família química à qual pertence, seguindo as regras da Iupac.
A nomenclatura química passou por constantes revisões desde os primeiros nomes dos compostos, os nomes alquímicos. O gás carbônico, por exemplo, foi inicialmente denominado gás silvestre, e o éter dietílico – o éter comum, comercializado em farmácias – era ácido vitríolo doce.
Entre os compostos cujos nomes foram atualizados na última revisão está a água, chamada oficialmente de oxidano. “Isso porque todos os compostos moleculares que têm hidrogênio possuem a terminação ‘ano’, como metano, silano e borano. A água é chamada de oxidano por ter oxigênio e hidrogênio em sua composição, uniformizando a nomenclatura”, explicou Toma. “Pela mesma razão, o nome oficial da amônia é azano.”

O livro traz também os nomes populares dos compostos, relacionando-os à nomenclatura oficial e fazendo comentários sobre as terminologias adotadas, com linguagem simplificada.
“A nomenclatura trivial, aquela adotada popularmente, fora do campo científico, é mantida, mas o conhecimento sobre a denominação oficial, geralmente adotada de acordo com os nomes das moléculas que os formam, é de extrema importância para a correção científica. O livro apresenta ambas”, afirmou.
Dessa forma, o popular oxigênio, na nomenclatura oficial da Iupac, é dioxigênio, porque cada molécula é composta pela ligação covalente de dois átomos de oxigênio. A lógica é seguida também pelos compostos mais complexos, como o sulfato de sódio – que, na nomenclatura da Iupac, é tetraoxossulfato de sódio, de acordo com a estrutura da sua molécula, Na2SO4.

Nomenclatura Básica de Química Inorgânica

Autores: Henrique Eisi Toma, Ana Maria da Costa Ferreira, Ana Maria Galindo Massabni e Antonio Carlos Massabni
Lançamento: 2014
Preço: R$ 37
Páginas: 120
Mais informações: www.blucher.com.br/produto/08273/nomenclatura-basica-de-quimica-inorganica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.