Autoplay

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Os estromatólitos desenvolvem-se a partir da ação de cianobactérias dependentes da luz solar para se alimentar e crescer. Durante o dia, quando ativas, segregam carbonato de Cálcio (CaCO3), que fixa e cimenta finas partículas dispersas na água, sobrepondo lâminas, o que faz surgir montículos que tendem a formar colunas verticalizadas. Já durante a noite, as cianobactérias recolhem-se em estado dormente nas porções mais internas do montículo por elas desenvolvido.
A partir dessa atividade os estromatólitos surgem como formas similares aos recifes, geralmente colunares, de estrutura carbonática laminar que podem medir de um decímetro a, geralmente, um metro.
Na imagem 1, veja detalhes da estrutura interna de um estromatólito.
                                           Imagem 1: estrutura interna de um estromatólito.
                                                         fonte: http://www.caminhosgeologicos.rj.gov.br/pg_placa.php?p=120
Na imagem 2, veja detalhes sobre a formação dos estromatólitos a partir do processo de biossedimentação.
                                                        Imagem 2 formação de estruturas estromatolíticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.