Autoplay

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Biologia: Ciclo de vida das células - divisão celular

Ciclo Celular

Intérfase: dividida em três períodos:

G1: antes da síntese de DNA; ocorre sintetização intensa de proteínas e RNA, resultando no aumento de tamanho da célula;

S: durante a síntese de DNA; a duplicação dos cromossomos é determinada pela síntese de DNA;

G2: depois da síntese de DNA; nessa etapa, os cromossomos já estão duplicados e há pouca síntese de RNA e proteínas.

Mitose: divisão celular em que uma célula-mãe produz duas células-filhas idênticas. Basicamente, é dividida em quatro fases: Prófase, Metáfase, Anáfase e Telófase.

Prófase: fase mais longa; os cromossomos começam a se condensar, o centríolo se duplica formando-se o fuso acromático (ou mitótico) e os ásteres; tanto a carioteca quanto o nucléolo desaparecem.

Metáfase: melhor fase para o estudo do cariótipo; os cromossomos, já condensados, aparecem dispostos no equador do fuso. Essa etapa termina com a duplicação dos centrômeros.

Anáfase: os cromossomos migram para polos opostos.

Telófase: cromossomos chegam aos polos e sofrem descondensação; desaparecem os ásteres e o fuso, e ressurgem a carioteca e o nucléolo; a etapa chega ao seu fim com a divisão do citoplasma (citocinese).

Meiose: uma célula diploide (2n) origina 4 células haploides (n); ocorre por meio de duas divisões sucessivas sem duplicação do material genético nas fases intermediárias. A meiose tem a função de manter constante o número de cromossomos das espécies e, ainda, permite a variabilidade genética. Isso porque a meiose reduz o número de cromossomos pela metade e faz com que os gametas se recombinem.

Biologia: Ciclo de vida das células: divisão celular - (meiose I)

Primeira fase da meiose
1. Prófase I: ocorre a condensação, organização e formam-se os pares de cromossomos denominados homólogos; então partes das cromátides-irmãs podem ser trocadas (uma de cada par – materno e paterno);

2. Metáfase I: cromossomos homólogos migram para o centro;

3. Anáfase I: os cromossomos homólogos, agora se separam em dois grupos, sendo que cada um apresenta uma parte do cromossomo da mãe e outra do pai;

4. Telófase I: duas células-filhas são formadas por novos núcleos haploides;

5. Intercinese: nessa fase, o DNA não se duplica, porque cada cromossomo mantém suas cromátides (mesmo que em algumas delas tenha havido troca de segmentos maternos e paternos).

 

 

Biologia: Ciclo de vida das células: divisão celular - (meiose II)

Segunda fase da meiose

1. Prófase II: há a condensação dos cromossomos;
2. Metáfase II: os cromossomos se agrupam na região equatorial da célula;
3. Anáfase II: ocorre a separação das cromátides de cada cromossomo;
4. Telófase II: nessa etapa, cada célula-filha, provinda da meiose I, forma duas células - resultando em quatro células.
EXERCÍCIOS
1. Para fazer o estudo de um cariótipo, qual a fase da mitose que seria mais adequada usar, tendo em vista a necessidade de se obter a maior nitidez dos cromossomos, em função do seu maior grau de espiralização?

a) Prófase.
b) Pró-metáfase.
c) Anáfase.
d) Telófase.
e) Metáfase.


2. Um cromossomo é formado por uma longa molécula de DNA associada às proteínas. Isso permite afirmar que o núcleo de uma célula somática humana em (A) possui (B) moléculas de DNA. Qual das alternativas indica os termos que substituem corretamente as letras A e B?

a) A: início de intérfase (G1); B: 46.
b) A: fim de intérfase (G2); B: 23.
c) A: início de mitose (prófase); B: 46.
d) A: fim de mitose (telófase); B: 23.
e) A: qualquer fase do ciclo celular; B: 92.



3. Um evento característico da subfase paquíteno, da prófase I da meiose, é a:

a) condensação dos cromossomos homólogos.
b) recombinação genética.
c) terminalização dos quiasmas.
d) formação das tétrades.
e) fragmentação da carioteca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.