Autoplay

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Como é formada a energia nuclear

Por: Marcus V. Cabral


A energia produzida pela fissão do Urânio é gigantesca.
A energia produzida pela fissão do Urânio é gigantesca.
Energia nuclear é a energia liberada quando ocorre a fissão (quebra do núcleo do átomo). As usinas nucleares são capazes de gerar muita energia a partir de uma pequena quantidade de matéria, pois, além de cada reação unitária ter enorme potencial energético, servem para iniciar várias outras, já que ocorrem em cadeia.

Em um reator nuclear, ocorre uma sequência multiplicadora, conhecida como "reação em cadeia". Quando um núcleo sofre fissão, ele se divide em dois fragmentos e vários nêutrons. Se cada um desses nêutrons for capturado por outro núcleo físsil, o processo continua, e o resultado é a reação em cadeia.

Essa radiação atômica só ocorre porque os átomos “querem” se estabilizar; porém, núcleos estáveis também podem tornar-se radioativos, são os chamados radioativos induzidos. Esses núcleos tendem a emitir partículas que mudaram ou a relação nêutron/próton ou reduzirão o número total de núcleos, de maneira que fiquem mais próximos da estabilidade.

A energia liberada quando um núcleo é formado denomina-se Energia de Ligação Nuclear. Essa energia é equivalente ao decréscimo de massa durante o processo, ambas sendo relacionadas pela conhecida equação de Einstein, E = mc², onde a ideia é que massa e energia são interconvertíveis.

A energia produzida pela fissão do Urânio é gigantesca. Ela é milhões de vezes maior que a energia desprendida em qualquer reação química exotérmica, esse calor é transformado em energia. Ao contrário do que muita gente pensa, a energia nuclear não é uma energia suja; seus impactos ambientais causados pela deposição do resíduo radioativo não são muito maiores que os impactos do lago de uma hidrelétrica. O grande e efetivo problema é o lixo radioativo; sabendo que este demora anos para ser decomposto e é extremamente perigoso.

A única saída atual é colocar o lixo em buracos de concretos e revestido de Chumbo, aterros geológicos, porém esta não é uma boa ideia, considerando que deveriam ser secos, podendo sofrer infiltrações e alterações geológicas; assim, todo planeta permanece em risco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.