Autoplay

sexta-feira, 17 de julho de 2015

 GEOLOGIA DE PLUTÃO

Plutão tem montanhas de 3.300 metros de altura, segundo revelam as primeiras imagens de alta resolução feitas pela sondaNew Horizons, da Nasa, que passou raspando pelo planeta anão na última terça-feira.
inovacao tecnologica plutao
Primeira imagem detalhada de Plutão, mostrando uma pequena região próxima ao Pólo Sul. [Imagem: NASA/JHU APL/SwRI]

As fotos também mostram sinais de atividade geológica em Plutão e em sua lua Caronte.
Durante a apresentação das primeiras imagens, o cientista John Spencer disse que a área fotografada mostra sinais de transformação por um processo geológico - como o vulcanismo - nos últimos 100 milhões de anos, o que é muito recente.
"Não encontramos nenhuma imagem de cratera de impacto. Isto significa que deve ser uma superfície muito jovem", disse Spencer.
Essa geologia ativa precisa de uma fonte de calor. Isto só havia sido visto antes em luas geladas, onde a atividade geológica pode ser explicada pelo aquecimento de marés causada por interações gravitacionais com o planeta principal.
"Você não precisa de aquecimento de marés para dar força a aquecimentos geológicos em corpos de gelo. Essa é uma descoberta importante que fizemos nesta manhã," disse Spencer.
John Spencer disse que o metano e o nitrogênio gelados que revestem a superfície de Plutão não seriam fortes o suficiente para formar montanhas, então elas seriam provavelmente formadas pela base de rochas, água e gelo de Plutão.
"Água congelada nas temperaturas de Plutão é forte o suficiente para sustentar grandes montanhas", disse, embora os dados recebidos até agora não tenham confirmado a existência de água no pequeno planeta.
Os pesquisadores também batizaram o coração de Plutão com o nome Tombaugh Regio, em homenagem ao astrônomo Clyde Tombaugh, que descobriu Plutão em 1930.
inovacao tecnologica plutao caronte
A região avermelhada, próxima ao Pólo Norte da lua Caronte, foi batizada de Mordor. O gigantesco penhasco pode ser visto na posição de 2 horas. [Imagem: NASA/JHU APL/SwRI]

Lua viva

Novidades surpreendentes também foram detectadas na lua Caronte, como um abismo de até 9,6 quilômetros de profundidade, além de indícios de renovação da superfície.
"Originalmente eu pensei que Caronte teria um terreno antigo coberto de crateras. Indo de nordeste para sudoeste há uma série de vales e penhascos. Eles se estendem por 960 quilômetros pela lua", disse a pesquisadora Cathy Olkin.

Uma região escura no polo da lua, com forte tom avermelhado, foi batizada informalmente de Mordor, em referência aos livros da série Senhor dos Anéis, de J.R.R Tolkien.
inovacao tecnologica plutao sonda new horizon
A primeira foto de boa resolução de Hydra, a pequena lua de Plutão, revela um corpo alongado com uma superfície predominantemente feita de água congelada. Os cientistas estimam que ela meça 43 quilômetros de comprimento por 33 quilômetros na parte mais estreita.

A sonda New Horizons continuará a olhar para Plutão, agora já deixado para trás, durante outras duas rotações completas - que correspondem a 12 dias na Terra.

O envio para a Terra de todos os dados coletados deverá levar meses devido à baixa velocidade do link de comunicações da sonda.
Inovação Tecnológica - 16/07/2015 - com informações da BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.