Autoplay

sábado, 5 de dezembro de 2015

Por: Marcus Cabral

tm beneficiamento ouro
O alto valor agregado do minério de ouro e suas peculiaridades acarretam em grandes alterações em seu beneficiamento. O mineral na forma metálica é conhecido por sua densidade e maleabilidade elevadas, uma das características marcantes de seu processo de beneficiamento.
O beneficiamento do ouro pode ser simples, com a adequação granulométrica às demais etapas, ou ser mais complexo, envolvendo desde a preparação até estágios de concentração, por exemplo. O maior desafio nestas etapas é manter as partículas livres preservadas e, de forma prioritária, recuperar o ouro contido no minério, além de eliminar as impurezas.
Vamos descobrir em detalhes como é feito o beneficiamento do ouro e as conseqüências de cada etapa.

Prospecção e Mineração do ouro

Há algum tempo os mineradores precisavam contar com a sorte de avistar um brilho amarelo em um córrego ou em uma fenda entre as rochas. Mas, a busca hoje é mais sistemática e precisa do que nunca.
Em primeiro lugar, os geólogos sabem que o metal está presente em quase todas as rochas e solo, mas os grãos são tão pequenos que são quase invisíveis. Apenas em algumas áreas o ouro é concentrado o suficiente para ser extraído de forma rentável.

Esses depósitos contêm ouro puro, mas, na maioria das circunstâncias, o ouro está combinado com prata ou outro metal. Depois de encontrar indícios de ouro, perfura-se o solo para obter amostras e analisar o conteúdo. Se há ouro suficiente naquele depósito, a empresa de mineração pode dar inicio a uma operação em grande escala.

A forma de extração do ouro vai depender do formato dos depósitos. Se a rocha está localizada em subsuperfície da Terra, a mineradora vai usar técnicas a céu aberto. Resumidamente falando, primeiro, faz-se um padrão de furos, depois enchem estes furos de explosivos e detonam para fraturar a rocha, encontrar o depósito e extrair o minério.
Se o depósito está localizado em profundidade, entra em vigor a mineração subterrânea.
Claro que estes processos são um pouco mais complexos e poderemos tratá-lo em outro artigo.
Após a extração do ouro entra em vigor um complexo processo de beneficiamento que será descrito a seguir.

Beneficiamento do Ouro – Preparação

A preparação do ouro é a primeira etapa do beneficiamento, ela pode ocorrer em dispositivos de concentração prévia, ou na extração hidrometalúrgica. Para a conclusão deste estágio usa-se a britagem, o peneiramento, a moagem e a classificação.

Britagem

O processo de britagem pretende diminuir o minério em pequenos pedaços. Ela divide-se em primária, realizada por britadores de mandíbulas de dois eixos ou de impacto, secundária através de britagem cônica e na última, com britadores mais curtos e fechados, conhecida como britagem terciária ou short head.

Peneiramento

Após a britagem é necessário separar os grandes pedaços dos pequenos. Aqueles em tamanho aceitável passam para a próxima fase do processo, já os maiores são reinseridos no processo de britagem para quebrá-los. Esta separação é chamada de peneiramento e ocorre devido à vibração do equipamento.

Moagem

Neste processo são usados moinhos de carga cadente, também conhecidos como moinhos de bolas. A moagem pode ser realizada em ambiente seco ou úmido, porém, o material deve ser colocado na cuba de Neoprene. O produto é misturado em pó fino por diversas horas, quanto maior a duração desta mistura, mais fino será o minério final.

Classificação

O último estágio da preparação do ouro pretende separar as partículas grosseiras das finas. Este processo ocorre para selecionar as partículas com liberação elevada para seguir ao processo de concentração, ou descartar as partículas muito finas, operação chamada de deslamagem.

Concentração do ouro

TM amostras ouro
O processamento mais adequado de cada minério de ouro depende de muitos fatores, como a mineralogia dos portadores de ouro e minerais de ganga, o tipo de liberação, tamanho das partículas, etc.
Os principais métodos de concentração do minério no Brasil são por flotação ou gravíticos. Na regra geral, em partículas maiores que 200um pode ser empregada a concentração gravítica, já quando ocorre a associação do ouro a sulfetos, é mais comum o uso da flotação após a cominuição e liberação do minério.

Gravítica

Na concentração gravítica do ouro usa-se, mais comumente, os jigues, as mesas oscilatórias e os centrifugadores. A jigagem é a concentração mais complexa devido às oscilações hidrodinâmicas, já as mesas vibratórias são consideradas a melhor maneira de concentração de minérios mais finos e vem sendo usadas há muitas décadas.

Flotação

A flotação é um método de concentração do minério que consiste em separá-los de acordo com algumas diferenças superficiais. Classificando as partículas solidas em polar ou apolar, a primeira seguindo o fluxo da água em uma máquina de flotação e a segunda aderindo às bolhas de ar.
A partir daí o resultado é destinado ao refinamento e a produção dos itens finais que serão destinados a comercialização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.