Autoplay

sábado, 8 de outubro de 2016

OVULAÇÃO-CICLO MENSTRUAL-FECUNDAÇÃO

OVULAÇÃO
        A ovulação é resultante da combinação de vários fatores, entre eles o estreitamento da parede do folículo de Graaf, perda de vascularização, aumento do líquido folicular ou a presença de prostaglandinas (hormônios que provocam a contração do ovário); é o momento da expulsão do ovócito II pelo ovário.
            O ovócito II se encontra protegido pela coroa radiada e pela zona pelúcida, camadas formadas por diferenciação de células foliculares.
            A ovulação tem início 24h após o ponto máximo de secreção do hormônio luteinizante (produzido pela hipófise), finalizando com a formação do corpo lúteo
 
            Posteriormente, o corpo lúteo se vasculariza, se desenvolve e inicia a produção de progesterona, preparando o útero para receber o zigoto. Não ocorrendo fecundação o corpo lúteo degenera. 

CICLO MENSTRUAL

clic na imagem para aumentar

              O ciclo menstrual consiste de uma série de modificações morfofisiológicas no endométrio, como consequência da interação entre hipófise, ovário e útero, e se divide em três fases: proliferativa ou folicular, secretora ou lútea e menstrual.

Fase proliferativa: caracteriza-se pelo crescimento do endométrio (membrana que reveste o útero), estimulado pelo hormônio folículo estimulante (FSH) e pela transformação do ovócito I (2n) em ovócito II (n), que será lançado na tuba uterina (trompa de Falópio).

Fase secretora: nessa fase ocorre a formação do corpo lúteo, glândula que secretará a progesterona, preparando o útero em caso de fecundação. Também ocorre um aumento de secreção vaginal, mais espessamento e vascularização do endométrio.

Fase menstrual: caso não ocorra fecundação até catorze dias após a ovulação o corpo lúteo degenera, transformando-se no corpo branco e deixando de produzir hormônios. A diminuição na taxa de progesterona provoca o descolamento de parte do endométrio, que será eliminado.

FECUNDAÇÃO
            A fecundação é a fusão do núcleo do espermatozóide (pró-núcleo masculino) com o núcleo do óvulo (pró-núcleo feminino).
            Ovários, tubas uterinas, útero e vagina são os órgãos do sistema genital feminino, mais importantes para a fecundação e desenvolvimento do embrião.
            Os espermatozóides lançados na vagina se deslocam, com o auxílio dos flagelos e das contrações do colo uterino, até o terço superior da tuba uterina, onde se encontra o ovócito II. No encontro do espermatozóide com o ovócito II ocorre a liberação, por parte do espermatozóide, da hialuronidase, fosfatase ácida e acrossinase, que separam as células da coroa radiada e dissolvem a zona pelúcida. Dessa maneira é permitida a penetração do espermatozóide no ovócito II, que finaliza a meiose II, transformando-se em óvulo.
           Logo após a penetração o espermatozóide se fusiona à membrana do óvulo, fazendo com que sejam liberadas enzimas presentes nos grânulos corticóides do óvulo, o que provoca a formação da camada de fecundação, impedindo a penetração de outro espermatozóide. Com a degeneração da membrana espermática ocorre a liberação do núcleo (pró-núcleo masculino), das mitocôndrias e centríolo. Em seguida forma-se o fuso acromático e o pró-núcleo masculino se fusiona ao pró-núcleo feminino, isto é, ocorre a cariogamia, originando a primeira célula de um novo ser (ovo ou zigoto). A partir desse momento iniciam as primeiras divisões mitóticas que darão origem ao embrião. 

clic na imagem para aumentar

clic na imagem para aumentar

Bibliografia
 
BAILEY, F. R., COPENHAVER, W. M. at all. Bailey’s Text Book of Histology.Baltimore:The Williams & Wilkins Co.1978. 612p.
CÉSAR, S. J., SÉZAR, S. Biologia 1. 8 ed. São Paulo: Editora Saraiva. 2005.399 p.
CHEIDA, L. E. Biologia integrada. São Paulo: FTD. 2003. 565p.
JUNQUEIRA, L. C., CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 1997. 271 p.
LINHARES, S., GEWANDSZNAJDER, F. Biologia. 1 ed. São Paulo: Editora Ática. 2008.552p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.