Autoplay

domingo, 27 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015: Notícias da pré-história brasileira

Publicado em 27/12/2015

Além de pesquisas que representam progressos para a área no país, ano foi marcado por entrega de ovos fossilizados 'misteriosos' em Minas Gerais.
Retrospectiva 2015: Notícias da pré-história brasileira
Reconstrução artística de habitat lacustre tropical com 278 milhões de anos na região de Teresina. Descoberta de fósseis de anfíbios que viveram no Permiano esteve entre novidades do ano. (ilustração: Andrey Atuchin)
Entender o passado remoto do território brasileiro pode ficar mais fácil graças a alguns avanços importantes da paleontologia brasileira em 2015. Além da descoberta de anfíbios que viveram antes dos dinossauros no Nordeste, o ano foi marcado pelo anúncio da ave mais antiga do país e por novas técnicas de análises de fósseis. E o melhor pode estar por vir, já que ovos fossilizados entregues por um doador anônimo em Minas Gerais apontam para possibilidades de estudos inéditos por aqui.

Habitantes do Nordeste pré-histórico

 
Habitantes do Nordeste pré-histórico 2Uma equipe internacional de cientistas anunciou a importante descoberta de fósseis de anfíbios que viveram no período Permiano – aproximadamente 278 milhões de anos atrás. Anteriores aos dinossauros, as duas espécies inéditas de anfíbios arcaicos carnívoros foram descobertas na cidade de Timon, no Maranhão, e Nazária, no Piauí. O estudo, assinado por cientistas do Brasil, do Reino Unido, da Argentina, da África do Sul, da Alemanha e dos Estados Unidos, foi publicado na revista Nature Communications.

A ave mais antiga do Brasil

A ave mais antiga do BrasilMesmo pequeno, um fóssil recém-descoberto no Ceará trouxe grandes novidades para a paleontologia brasileira. Encontrado em um estado raro de conservação excepcional, o exemplar mais antigo de uma ave brasileira foi escavado entre as rochas calcárias da Bacia do Araripe. A espécie, nova para a ciência, foi descrita na revista Nature Communications em uma colaboração de pesquisadores do Brasil e da Argentina.

Pré-história em HD

Microscopia eletrônica e fósseisA cada melhoria nas técnicas para observar fósseis, é possível redescobrir o passado com maior riqueza de detalhes: que espécies viveram há milhões de anos, como era o ambiente que as cercava... Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal do Ceará e pela Universidade Federal do Cariri usou um novo método de microscopia eletrônica para analisar fósseis brasileiros. Os resultados revelaram informações inéditas sobre o paleoambiente da região do Araripe, além de indicar características morfológicas de um camarão pré-histórico

Presente misterioso

Presente misterioso - ovos fossilizadosAo longo de quase 25 anos de atividades em Peirópolis, bairro rural de Uberaba que guarda importantes registros fósseis, o geólogo Luiz Carlos Borges Ribeiro passou incontáveis horas em campo à procura de tesouros escondidos na região. Em setembro deste ano, estava dentro de seu carro quando recebeu por telefone a notícia de que um deles poderia estar ao alcance das mãos por obra do acaso. Há alguns meses, um visitante anônimo entregara na sede do Departamento Nacional de Produção Mineral, em Belo Horizonte, o que poderia ser um achado paleontológico relevante. Ao ver a foto do material, o pesquisador da Universidade Federal do Triângulo Mineiro não teve dúvidas: tratava-se de dois ovos pré-históricos em ótimo estado de conservação, achado raro no país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.