Autoplay

domingo, 14 de junho de 2015

Espécie de dinossauro batizada de "Pinocchio rex" é descoberta na China

07/05/2014 - 13H05/ atualizado 14H0505 / por Agência EFE
Versão de artista do Pinnochio rex, baseada na ossada do animal (Foto: Divulgação )
O Pinocchio rex, uma espécie até então desconhecida de tiranossauro, foi descoberto em uma escavação no sul da China por cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia. Estima-se que a ossada encontrada pelos pesquisadores tenha 66 milhões de anos, indicando que a espécie viveria na Ásia durante o período cretáceo.

O carnívoro tinha nove metros de altura, pesava uma tonelada e era primo do famoso tiranossauro rex. Seu nome se justifica por seu focinho ser 35% mais alongado que outros dinossauros.
Seu esqueleto foi encontrado intacto e muito bem conservado por um grupo de operários em uma rua em construção perto da cidade de Ganzhou, no sul da China.
A ossada que inspirou o apelido (Foto: Divulgação )
"Tinha o sorriso com dentes do 'tiranossauro rex', mas seu focinho era longo e fino, com uma fileira de chifres na parte superior", explicou Steve Brusatte, da Universidade de Edimburgo. "Pode parecer um pouco cômico, mas provavelmente era tão mortal como qualquer outro tiranossauro e talvez mais rápido e silencioso", acrescentou o pesquisador, que decidiu apelida-lo de "Pinocchio" por causa de seu nariz embora seu nome oficial seja Qianzhousaurus sinensis.

Seus dentes mais finos e o esqueleto mais leve levou os cientistas a deduzirem que "Pinocchio rex" caçava criaturas menores, como lagartos e dinossauros com penas.No entanto, eles ainda não conseguiram explicar porque tinha o nariz tão comprido, embora intuam que devia ter uma maneira diferente de caçar.
"A imagem icônica dos tiranossauros é o 'tiranossauro rex', o maior, o mais sanguinário de todos. Mas esta nova espécie era mais leve, menos musculosa. Rompe os moldes. Talvez tivesse uma mordida mais rápida e caçava de outra maneira", explicou Brusatte.

Os cientistas da Universidade de Edimburgo acreditam que vários tipos de tiranossauros viveram na Ásia durante o período cretáceo, como o "tarbosaurus", um carnívoro de 13 metros que tinha uma mandíbula tão forte que era capaz de amassar os ossos de grandes herbívoros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.